O que é o método Seis Sigma e como implementar

Six Sigma

Se você ainda não conhecia essa metodologia, saiba que o Seis Sigma pode revolucionar sua forma de trabalho com uma sistematização sem muita complexidade e orientada à melhoria.

Neste artigo, exploramos os principais conceitos e desdobramentos sobre o tema, descubra o que é o método 6 Sigma e sua utilidade na gestão. Também explicaremos como configurar o método Six Sigma para um projeto eficiente e resultados melhores a longo prazo

Boa leitura!

Definição do método Seis Sigma

O método Seis Sigma orientado para a qualidade visa reduzir a variabilidade de um processo para tender a zero defeitos ou erros. O método 6 Sigma é baseado em uma abordagem centrada tanto na voz do cliente (que ocorre a partir de pesquisas, etc.) quanto em dados mensuráveis (indicadores, OKRs e etc.) e confiáveis.

Este método é usado nos esforços para reduzir a variabilidade nos processos de produção (ou outros) e no nível do produto e, portanto, visa melhorar a qualidade geral do produto e dos serviços.

O método Seis Sigma impulsiona a empresa a adotar ações mensuráveis ​​e eficazes, para melhor satisfazer seus clientes, envolver as equipes e, muitas vezes, possibilitar a melhoria de sua imagem. É, portanto, uma estratégia que visa a melhoria contínua do desempenho de uma empresa.

Qual é a origem do método Seis Sigma?

Em 1986, o método Seis Sigma veio à luz graças à Motorola, uma empresa americana cuja sede está localizada nos subúrbios de Chicago. A marca Six Sigma® foi registrada pela empresa nessa época.

O objetivo principal do método era aumentar a satisfação do cliente, melhorando a qualidade dos processos de produção e, portanto, a qualidade final do produto.

O primeiro campo de aplicação do método foi, portanto, os processos industriais, mas o método então se estendeu a outras áreas como logística, administrativa, comercial e até mesmo processos de economia de energia.

Por que o nome Seis Sigma?

A letra grega sigma (σ) corresponde ao conceito de desvio padrão. Se você não se lembra, o desvio padrão é a raiz quadrada da variância no sentido matemático. Portanto, “Seis sigma” é um termo que relaciona 6 vezes o desvio padrão.

No contexto de projetos e gestão, o desvio padrão pode ser comparado à dispersão de um processo. Concretamente, o método visa garantir que todos os produtos resultantes de um processo sejam incluídos em um intervalo de no máximo 6 sigmas da média geral dos produtos resultantes desse processo.

A redução da variabilidade dos produtos no processo reduz o risco de o produto e/ou serviço ser rejeitado por seu destinatário por estar fora de suas expectativas ou especificações.

Procuramos assim melhorar o processo até que sejam entregues apenas os produtos que correspondam às expectativas, às especificações do cliente. Assim, produzir da forma esperada desde a primeira vez, evitando as correções, alterações, reparações e principalmente os custos associados.

Por que implementar o método Seis Sigma?

Ao implementar o método 6 Sigma, melhoramos a qualidade dos produtos e consequentemente o desempenho da empresa, como explicamos anteriormente. Isso é possível por meio da redução do desperdício, retrabalho e adequações para alcançar mais qualidade durante e pós processo.

Assim, ao adotar a abordagem Seis Sigma, podemos:

  • Reduzir defeitos nos processos de fabricação e serviço;
  • Melhorar o rendimento e o desempenho;
  • Atingir os padrões Seis Sigma, o que pode significar ter mais participação no mercado;
  • Desenvolver uma cultura de gestão por resultados na empresa através de medidas;
  • Aumento de ganhos com controle de processos e redução de perdas e custos relacionados a retrabalhos e ajustes;
  • Melhorar a satisfação do cliente no geral.

Seis Sigma e qualidade total

Cada projeto de implementação do método Seis Sigma em uma organização responde a uma sequência precisa e objetivos quantificados.

Por exemplo, reduzir o tempo de produção em tanto por cento, reduzir a poluição em x por cento, reduzir custos em y por cento, aumentar a satisfação do cliente em z por cento e aumenta os lucros em x por cento.

Encontramos aqui os princípios da qualidade total (TQM, “Total Quality Management” em inglês) que é uma abordagem de gestão da qualidade que visa envolver toda a empresa para alcançar a “qualidade perfeita”, reduzindo desperdícios e melhorando permanentemente os resultados.

Esta abordagem é descrita em particular no livro de Tom Peters “In Search of Excellence”, excelente referência para quem deseja se aprofundar no tema. Para ilustrar melhor, acompanhe o exemplo a seguir.

Método Ágil

Exemplo prático

Um processo industrial ou serviço envolve várias tarefas repetitivas. É o caso, por exemplo, da produção de uma peça em grandes séries. Uma peça ou serviço está em conformidade com o que se espera que cumpra vários critérios, mas as peças ou serviços não podem ser total e estritamente idênticos.

O método Seis Sigma trata de melhorar o processo para tornar esses produtos todos bons. Assim, não se trata de controlar os produtos, mas de garantir que o processo seja confiável.

Além disso, o método Seis Sigma pode ser implementado em qualquer tipo de processo e não apenas na produção, bastando que o desempenho do processo seja mensurável. Na prática, o limite de 6σ é difícil de alcançar, mas algumas empresas podem buscar 4σ.

Implementando o método 6 Sigma

Para que o método seja eficaz, é necessário antes de tudo ter em conta a voz do cliente, ou seja, recolher e analisar as opiniões dos clientes com relação ao produto/ serviço ofertado. Portanto, a configuração de uma abordagem Seis Sigma envolve primeiro o levantamento dos clientes sobre suas reais necessidades.

Isso pode ser feito por meio de questionários, pesquisas online, uma força de vendas e análise de reclamações. Ferramentas tecnológicas da web, como o criadores de questionários, também são úteis para tornar esse trabalho mais fácil.

Uma vez que as necessidades do cliente são claramente determinadas e definidas, o método Seis Sigma será capaz de questionar a capacidade dos processos da organização de entregar o produto e/ou serviço esperado pelo cliente.

Isso porque, conforme falamos, o método Seis Sigma é baseado nos conceitos de cliente, processo e medição. Portanto, trata-se de organizar a produção para:

  • Medir as expectativas do cliente;
  • Avaliar o desempenho dos processos de negócios da empresa em relação a essas expectativas;
  • Usar ferramentas estatísticas para analisar as causas que influenciam o desempenho;
  • Implementar soluções para corrigir as causas raiz do não desempenho;
  • Usar ferramentas de medição para verificar se as soluções implementadas têm o efeito esperado na melhoria do desempenho.

Assim, o método Seis Sigma utiliza a ferramenta DMAIC ( Definir, Medir, Analisar, Inovar, Controlar).

Cada etapa do DMAIC possui ferramentas diferentes, aqui estão alguns exemplos:

  • Definir: voz do cliente, pesquisas, SIPOC (Supplier Input Process Output Customer – mapeamento de processos), etc.
  • Medir: análise de sistemas de medição (Gage R&R, linearidade, etc.), capacidades, diagrama de Ishikawa, etc.
  • Analisar: mapeamento detalhado do processo (por exemplo, análise de valor agregado), testes de hipóteses ( χ², testes de variância, etc.), projetos experimentais, etc.
  • Inovar: projetos experimentais, análise de modos de falha, seus efeitos e sua criticidade, à prova de erros, etc.
  • Controle: planos experimentais, controle estatístico de processos ou PSM, etc.

Vale lembrar…

Sem gerenciamento/monitoramento adequados, o Seis Sigma pode “burocratizar” as atividades e tarefas! Além disso, é preciso se organizar pois os resultados programados devem vir a médio / longo prazos.

Certificações Seis Sigma

Sabia que é possível passar por certificações para aprender como implementar corretamente o método Seis Sigma? As mais reconhecidas são as certificações da American Society for Quality (ASQ) e do IASSC (International Accreditation for Six Sigma Certification)

Por que trabalhar seu caminho até a pirâmide Seis Sigma? Bom, esse é um passo imprescindível para o sucesso da metodologia! Como funciona? Confira abaixo!

No judô, os níveis de especialização são representados por cintos de cores diferentes. Você pode passar sucessivamente pelas Faixa Branca, Faixa Amarela, Faixa Verde, Faixa Preta e Faixa Preta Master.

  • O Cinturão Branco é o primeiro passo para entender o Lean e o método Seis Sigma.
  • O Cinturão Amarelo é o estágio em que, ciente das questões Seis Sigma, você está apto a auxiliar na execução de um projeto de melhoria sob a supervisão de níveis superiores.
  • O Verde é quando deve dedicar parcialmente seu tempo (muitas vezes em torno de 25%) à condução de projetos de melhoria.
  • O Preto para quando o líder de equipe que se dedica em tempo integral à melhoria (gerenciamento de projetos, treinamento de Faixa Verde ou mesmo outros Faixa preta) e deve dominar o método como um todo.
  • Quando alcança o Preto Master, o Faixa Preta torna-se apto a ser mentor e treinador, fiador do respeito do processo, estando autorizado a supervisionar outros Faixa Preta.

O líder de implantação ou diretor de implantação/ excelência fica responsável por desenvolver estratégia, conteúdo de treinamento, orçamentos, etc.

Leia Mais: Fast Tracking: o que você precisa saber sobre aceleração de projetos

Recapitulando

Em 1986, o método Seis Sigma surgiu da Motorola, uma empresa americana cuja sede está localizada nos subúrbios de Chicago. O objetivo principal do método era aumentar a satisfação do cliente, melhorando a qualidade dos processos de produção do produto e, portanto, a qualidade final do produto.

O primeiro campo de aplicação do método foi, portanto, os processos industriais, mas o método então se estendeu a outras áreas como logística, administrativa, comercial e até mesmo processos de economia de energia.

A letra grega sigma (σ) corresponde ao conceito de desvio padrão. No contexto de projetos e gestão, o desvio padrão pode ser comparado à dispersão de um processo. Concretamente, o método visa garantir que todos os produtos resultantes de um processo sejam incluídos em um intervalo de no máximo 6 sigmas da média geral dos produtos resultantes desse processo.

A redução da variabilidade dos produtos no processo reduz o risco de o produto e/ou serviço ser rejeitado por seu destinatário por estar fora de suas expectativas ou especificações.

Procuramos assim melhorar o processo até que sejam entregues apenas os produtos que correspondam às expectativas, às especificações do cliente. Assim, produzindo da forma esperada desde a primeira vez, evitando as correções, alterações, reparações e principalmente os custos associados.

Vantagens

Ao implementar o método 6 Sigma, aumentamos a qualidade dos produtos e consequentemente o desempenho da empresa. Isso é possível por meio da redução do desperdício, retrabalho e adequações para alcançar mais qualidade durante e pós processo.

Então, dentre outras coisas, ele garante:

  • Alto nível de qualidade dos produtos e processos da empresa
  • Confiabilidade/reputação melhores
  • Melhor controle dos processos
  • Diminuição dos custos da empresa
  • Aumento da produtividade
  • Aumento da receita da empresa
  • Aumento da margem operacional da empresa
  • Propicia a descoberta e desenvolvimento de lideranças e talentos dentro da empresa
  • Maior proximidade e entendimento das necessidades dos clientes
  • Baixo custo de implantação em relação aos ganhos obtidos

Em consequência, isso abre margem para:

  1. Reduzir defeitos nos processos de fabricação e serviço;
  2. Melhorar o rendimento e o desempenho;
  3. Atingir os padrões Seis Sigma, o que pode significar ter mais participação no mercado;
  4. Desenvolver uma cultura de gestão por resultados ne empresa através de medidas;
  5. Aumento de ganhos com controle de processos e redução de perdas e custos relacionados a retrabalhos e ajustes;
  6. Melhorar a satisfação do cliente no geral.

Cada projeto de implementação do método Seis Sigma em uma organização responde a uma sequência precisa e objetivos quantificados.

Conclusão

No final, esperamos que este artigo tenha permitido que você entenda os benefícios que pode obter com a implementação do método 6 Sigma e como começar.

Aproveite para acompanhar outros conteúdos sobre Produtividade, Negócios, Gestão e mais em nosso Blog 😉

Atualizamos frequentemente com novidades.

Não deixe de compartilhar se gostou, seu apoio é muito importante para nós!

Conheça a ferramenta usada por Gustavo Farias gratuitamente!

O Proj4me é um software online completo para o gerenciamento de projetos, tarefas e equipes. Faça o teste grátis por 14 dias e profissionalize a gestão de projetos da sua empresa.

Eu turbino sua carreira (e a sua vida) com a Gestão de Projetos

🔒 Seus dados estão 100% protegidos e jamais serão compartilhados. Ao se cadastrar, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Leia também e aprenda mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ei, que tal comprovar por conta própria que o Proj4me é a melhor opção para gerenciar seus projetos?

✅ Preencha seus dados e crie sua conta agora!