O Scrum Master e seu papel na metodologia ágil

Compartilhe

Se você já adota ou pretende adotar a metodologia scrum nos projetos da empresa, deve conhecer a fundo as funções de uma das figuras mais importantes desse processo: o Scrum Master

Este cargo é um dos três papéis fundamentais do scrum, juntamente com o Product Owner (PO) e o Time de Desenvolvimento, que é multidisciplinar e autogerido. Ele pode ser, inclusive, um intermediador entre ambos. 

Os conceitos que você vai encontrar aqui fazem parte do Agile Marketing, ou marketing de agilidade.

Quem é o Scrum Master?

Esta pessoa tem como função ser líder e facilitador do projeto. O próprio método Scrum tem essa característica: facilidade e eficiência. 

De acordo com o livro “Scrum: a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo”, de Jeff Sutherland, quando o Scrum Master faz um trabalho bem feito, o time pode apresentar resultados de quatro a dez vezes mais rápido

(E você pode acreditar nesse cara, já que ele é ninguém mais, ninguém menos do que o co-criador do método.)

É muito importante que você entenda o Scrum antes de se aprofundar na figura do Scrum Master.

No entanto, apesar de utilizarmos a palavra líder, não estamos falando sobre uma autoridade que detém todo o conhecimento e sempre dá a última palavra. 

Essa liderança, na verdade, faz uma integração importante com a equipe e entende que todos designam funções importantes e indispensáveis. Isso faz dele um líder servidor.

O Scrum Master não é um chefe, ele não manda – ele auxilia. Ele não pode fazer contratações, por exemplo. Por outro lado, é ele quem sabe o que acontece em todo o projeto

Ele é o profissional que faz desde o planejamento e definição de prioridades da sprint com o Product Owner até a mediação do Daily Scrum, que é uma reunião diária para o alinhamento de objetivos.

Neste artigo, vamos falar um pouco mais sobre as responsabilidades e os deveres do Scrum Master dentro da metodologia ágil. Continue conosco!

O que ele faz?

Antes mesmo do projeto começar, o Scrum Master já está exercendo funções. Afinal, é ele quem vai orientar o Product Owner, intermediar o objetivo esperado por ele e adaptá-lo ao scrum, para que este seja executado pelo time de desenvolvimento.

O Scrum Master é responsável por manter a equipe em sintonia e respeitando as regras do framework. 

Além disso, ele também toma decisões para tornar o time mais autônomo e responsável. Por isso, se o Scrum Master está realizando trabalhos sozinho, tomando mais responsabilidades para si que o esperado ou portando-se como uma figura prepotente, algo está errado.

Por ser o profissional que mais entende do assunto e mais tem afinidade com o scrum, ele deve difundi-lo no time, fazendo com que todos os envolvidos saibam como é o funcionamento e qual o seu papel individual e coletivo na sprint.

Ele pode dar capacitações e treinamentos para alinhar o trabalho da equipe, tornar as cerimônias mais diretas e produtivas e ainda remover impedimentos, fazendo com que o foco de todos (que vamos falar mais à frente) seja apenas aquilo que, de fato, trará resultados para o produto que está sendo trabalhado. 

Ou seja, se ele julga que uma interferência externa pode atrapalhar os planos, não deixa que isso chegue na equipe. Ele também evita mudanças que possam alterar os rumos do projeto.

O Scrum Master é um líder técnico, mas também tem como ponto forte as soft skills – como a comunicação, a influência, a motivação e a habilidade para lidar com conflitos e acontecimentos adversos. 

Em resumo, ele é aquele que nós dizemos que tem “jogo de cintura” para lidar com o dia a dia da equipe.

O líder deve ter em mente que, apesar de toda a organização da sprint, nem sempre tudo sairá como planejado. Isso pode acontecer em um âmbito individual – ou seja, problemas com algum colaborador em específico -, de equipe ou da organização/instituição. Por conta disso, ele também tem em mente os riscos de cada etapa.

Por ter um panorama geral do projeto, o Scrum Master é quem vai dar orientações que visem facilitar as tarefas e caminhar para o cumprimento de metas e prazos

O Scrum Master não é único dentro de uma empresa. Como o Scrum é exequível a praticamente todas as áreas, quando a instituição decide aplicar a metodologia ágil, ela acaba precisando de um líder para cada área/time. 

Dessa forma, os Scrum Masters podem trabalhar de forma integrada, cada um à frente de uma equipe, aplicando o framework Scrum para alcançar resultados mais rápidos e satisfatórios. 

Então… o Scrum Master é o Gerente de Projetos?

Apesar de se tratar de dois postos que buscam o mesmo objetivo – e são confundidos com frequência -, o gerente de projetos possui um caráter mais controlador, enquanto o Scrum Master é mais orientador, como um coach da equipe. 

O gerente de projetos também cuida da parte financeira e administra a comunicação com autoridades maiores, como os líderes do projeto.

Podemos dizer, então, que a autoridade do gerente de projetos está mais ligada à parte externa do scrum e a do scrum master, à interna (ainda que isso não seja uma regra). 

Orientador, não chefe

Por ser considerado um cargo de liderança, quem não conhece o framework pode esperar que o Scrum Master tome a frente do projeto e seja responsável por todas as decisões que serão tomadas até o resultado final. 

Na verdade, é o contrário: quanto menos o time de desenvolvimento solicita a presença do Scrum Master, melhor ele está performando. 

Vamos dar um exemplo na prática: todos os dias deve acontecer a reunião diária. E os profissionais da equipe esperam que o Scrum Master chame a todos para começar o alinhamento.

Nesse caso, há autonomia do time? Não! Porque a responsabilidade está toda sobre o líder. Em um cenário ideal, se a reunião está marcada para começar às 10h na sala de reuniões da empresa, às 10h estarão todos lá, iniciando a conversa. 

Por isso é tão importante que o Scrum Master oriente a equipe sobre a importância de seguir o método. Assim, ele pode fazer o trabalho que realmente é designado a ele e deixa que o time trabalhe de forma independente e focada.

Ao fazer todas as coisas que comentamos aqui, ele deve seguir alguns valores, que também fazem parte do framework, em conjunto com a técnica.

Scrum

Os cinco valores do Scrum

Como já falamos anteriormente, o Scrum Master trabalha como um protetor do Scrum. Para isso, ele precisa se certificar que os cinco valores do método estão sendo cumpridos pelo time.

Dessa forma, ele também garante que a equipe está trabalhando de uma forma ágil, produtiva e efetiva.

  • Comprometimento

O primeiro valor do Scrum é o comprometimento. A equipe deve estar dedicada à mesma causa, e o Scrum Master deve chamá-la a esta responsabilidade, lembrando disso sempre que possível. 

Este é um conceito que envolve vários níveis, que vamos explicar a seguir:

Comprometimento individual

Em primeiro lugar, os profissionais envolvidos no andamento de um projeto precisam ter comprometimento consigo mesmos, com suas carreiras e com seus trabalhos individuais.

No Scrum, todas as peças são importantes. Ter consciência do seu papel para alcançar resultados é fundamental, além de motivador.

Comprometimento com a equipe 

O segundo nível de comprometimento dos colaboradores do Scrum é com a equipe. Cada pessoa deve entender que as partes estão interligadas, então se algo der errado, pode prejudicar toda a estrutura e atrasar o andamento do projeto. 

Caso alguma intercorrência comece a ameaçar a produtividade e os prazos estabelecidos, ela precisa ser mencionada no Daily Scrum. Assim, todos ficam cientes do que está acontecendo e o Scrum Master pode ajudar a encontrar uma solução que seja viável para o andamento do sprint. 

Comprometimento com o cliente

O projeto que está sendo executado precisa estar de acordo com as expectativas do cliente. Portanto, o compromisso de toda a equipe deve estar voltado para ele e para suas exigências.

Leia também: Dicas para melhorar o Relacionamento com Clientes

Comprometimento com a empresa

Devemos lembrar também que os colaboradores fazem parte de uma empresa, uma marca, e tem um compromisso com ela também. 

Destacando um pouco a parte burocrática, os profissionais são funcionários que estão cumprindo trabalhos previstos em contrato (sua carreira e seu salário dependem disso também). 

  • Foco

O foco, para o Scrum Master, é um dos pilares do resultado. O seu time pode ser formado pelos melhores profissionais da área, mas se todos não tiverem o mesmo foco, o projeto pode caminhar para outro rumo.

Nesse caso, a responsabilidade do Scrum Master é trazer o time para esse foco e evitar dispersões, utilizando-se de ferramentas do método como product goal e sprint goal.

O próprio sprint backlog, que é o conjunto de atividades que vai levar o time ao objetivo, deve ser seguido à risca para não deixar que outras ações se tornem prioridade na sprint e prejudiquem o andamento do projeto.

  • Coragem

O Scrum Master precisa de coragem para dar os primeiros passos e assumir as responsabilidades. No entanto, já falamos por aqui que o scrum team deve ser o mais autônomo possível, então o líder precisa instigar os outros colaboradores a também desenvolverem essa coragem. 

Os envolvidos na equipe precisam de coragem para agir, para falar a verdade sobre o andamento de suas atividades, para assumir seus erros e para apontar falhas de outras pessoas. 

Dessa forma, tanto o Scrum Master quanto o resto da equipe podem crescer profissionalmente e encarar juntos os desafios e empecilhos que aparecem no caminho.

  • Respeito

Acabamos de falar sobre coragem, e não podemos nos esquecer que ela vem atrelada ao respeito. O ambiente do projeto deve ser de conexão entre os indivíduos, e todos devem saber que opiniões divergentes fazem parte da organização.

Por isso, é muito importante que esse espaço permita a emissão de opiniões adversas e garanta a comunicação transparente e educada.

  • Abertura

A abertura está diretamente relacionada ao respeito. Vamos supor que você emitiu uma opinião que não foi bem recebida pelos seus colegas de equipe, ou seja, faltaram com respeito com você neste ambiente.

Pode ser que, a partir desse momento, você não se sinta mais à vontade para compartilhar seu ponto de vista. Ou seja: a falta de respeito fez com que você perdesse a abertura para se expressar e seus colegas perdessem a abertura para ouvir novos posicionamentos.

Pensando nisso, estar aberto a novas opiniões, experiências e aprendizados é muito importante. 

E o Scrum Master não foge à regra: ele também recebe sugestões e feedbacks a respeito do seu trabalho. Ele precisa saber lidar com as observações negativas para melhorar sua postura e ter ainda mais sucesso à frente da equipe. 

Quem pode ser um Scrum Master?

Atualmente, muitas empresas estão aderindo à gestão de projetos para melhorar seu desempenho no mercado. Por conta disso, a posição de Scrum Master está sendo altamente requisitada.

O cargo não tem como requisito nenhuma formação acadêmica em específico, mas é importante estar atento às skills que se destacam para a posição.

É claro que, na maioria das vezes, as instituições procuram os melhores profissionais do mercado. Portanto, acaba saindo na frente quem tem ampla experiência com liderança e gestão, e melhor ainda se puder comprovar seu know-how, apresentando portfólio com resultados ou carta de recomendação. 

O comprometimento com prazos e resultados também é indispensável. 

Se você está a procura ou deseja ser um Scrum Master, fique atento aos cursos e qualificações disponíveis na internet, bata um papo com os veteranos da área e procure entender, na prática, como funciona o dia a dia desse profissional.

O Scrum Master é um agente de mudança, e tanto ele quanto a empresa precisam se preparar e estudar muito se quiserem aprimorar ainda mais os resultados. 

Isso porque estamos falando de metodologias ágeis no século XXI, e provavelmente nunca fomos tão rápidos quanto somos agora. A união de pessoas e tecnologias trabalhando em suporte fazem toda a diferença. 

Com a orientação e habilidades certas, um time pode entregar resultados incríveis. 

Que tal comprovar por conta própria que o Proj4me é a melhor opção para gerenciar seus projetos?

Conheça a ferramenta usada por Gustavo Farias gratuitamente!

O Proj4me é um software online completo para o gerenciamento de projetos, tarefas e equipes. Faça o teste grátis por 14 dias e profissionalize a gestão de projetos da sua empresa.

Eu turbino sua carreira (e a sua vida) com a Gestão de Projetos

🔒 Seus dados estão 100% protegidos e jamais serão compartilhados. Ao se cadastrar, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Leia também e aprenda mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ei, que tal comprovar por conta própria que o Proj4me é a melhor opção para gerenciar seus projetos?

✅ Preencha seus dados e crie sua conta agora!